Quarta-feira, 4 de Julho de 2007

Realismo de oitocentos

 

"O Angelus", de Jean-François Millet

Entre 1830 e 1870, atravessou a cultura francesa  uma corrente que se juntou inseparavelmente aos acontecimentos sociais e políticos, à excitação científica, a hábitos e moral renovados.

O realismo ganhou autonomia relativamente às anteriores formas de arte que assentavam em verosimilhanças e surgiu como um movimento historicamente distinto.

Pode dizer-se que a  principal característica do movimento realista reside no interesse pelo mundo contemporâneo. Para estes artistas, o único processo de dar forma a uma necessidade expressiva autêntica é obsevar a realidade em que se inserem e reproduzi-la honestamente.

Neste movimento são novidade as teorias perceptivas, os interesses sociais e da concepção da História.

Assim, nesse contexto, podemos ver como é aqui que começam a aparecer as pessoas vulgares entregues às suas actividades diárias, a paisagem urbana, a província rural.

De uma certa perspectiva, desenhou-se o activo compromisso político de um artista como Honoré Daumier que lutava contra a monarquia publicando imagens por si criadas e utilizando para tal a litografia como principal meio de expressão.

Por outro lado, promovida por um grupo de artistas que (em épocas diferentes mas principalmente em 1849) se juntaram em Barbizan, deu-se a fuga à realidade urbana e ao compromisso político que lhe estava associado. Estes teorizaram uma pintura de paisagem em “plein air” e procuraram o contacto com a natureza morta, analisando as suas manifestações.

Rosseau foi um dos mais ilustres dessa escola.

De salientar que tal, também só foi possível porque surgiram as primeiras bisnagas de zinco, que permitiam aos artistas levar para toda a parte pequenas porções de tintas variadas.

Interessaram-se pelo factor da decomposição da luz, nos seus quadros o ar transforma-se num suave véu, a luz numa substância atmosférica que completa todo o espaço pictórico. Com o seu traço solto, distanciaram-se do estilo pictórico liso, adoptado do Classicismo e na época ainda obrigatório nas academias.

Com Jean-François Millet, a pintura é transportada para a autenticidade da vida do homem vulgar.

A adesão de Courbet à vertente ideológica-política do movimento é total e a sua participação no debate crítico de que nascerá a poética realista é de grande importância; a sua pintura tende a reproduzir factos materiais num estilo que não agrada à sensibilidade do público conformista da época.

Em 1867, a 2ª Exposição Universal de Paris é inaugurada num clima muito diferente. Courbet preparou novamente um pavilhão pessoal (como havia feito na primeira), mas já não estava só, muitos o seguiram, como o jovem Manet.

Fora da França o realismo não revelou características tão autênticas e significativas.

"Enterro em Ormans", de Courbet

 

 O realismo mostra uma cultura que esgrime a aceitação de uma herança romântica irrenunciável e a necessidade de a superar.

É estranho mas o realismo tem a sua consagração no momento em que o refluxo reaccionário, que se segue à derrota da revolução republicana e ao golpe de Estado de 1851, alcança o auge.

publicado por Sara V. às 14:56

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De AAA a 25 de Novembro de 2010 às 18:10
Pensei que fosse blog brasileiro
De Sara V. a 27 de Novembro de 2010 às 22:12
É português! Povos irmãos!

Comentar post

Sara

pesquisar

 

Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
18
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Este tinha ficado esqueci...

Da série "To be pop I" - ...

Da série "To be pop I" - ...

Da série "To be pop I" - ...

Da série "To be pop I" - ...

Da série "To be pop I" - ...

Esperança...

"Yours... with love"

A bailarina e o soldadinh...

Mais um...

Uma das minhas últimas pi...

E foi assim a exposição n...

Faltam 2 dias...

"O Olhar que te s(c)egue"...

Lançamento do livro "Stat...

Livro "State of Art v.II...

Em Carcavelos

Galeria "TRAÇO" (Lisboa)

Desta vez não pintei... f...

Depois... exposição na ga...

E foi assim a festa da AL...

Lançamento da ALL TO YOU ...

Projecto da ALL TO YOU

O que "A Galeria" partilh...

4º ARTEFLASH em "A Galeri...

4º ARTEFLASH na "A GALERI...

"Portugal em Abril"

Criei uma nova página de ...

To Be Pop - série de dese...

IV Feira d'Arte Contempor...

IV Feira d'Arte Contempor...

E também em Almada... "To...

Ainda em Oeiras...

Desenhos e mais na Galeri...

Exposição rumou a Sottevi...

Como foi a inauguração em...

Exposição em Paris

III Feira d'Arte Contempo...

Minha obra é capa de livr...

VIII BIENAL DA VIDIGUEIRA

Até dia 23 de Abril...

Feliz Páscoa!

II Exposição Internaciona...

Dia 31 inaugura na Galeri...

E com 2012 novas pincelad...

À espera...

Da minha janela...

I wish...

Exposição do Círculo Artí...

Em Montemor-o-Velho

na maleta

Maio 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Abril 2012

Março 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Locations of visitors to this page Estou no Blog.com.pt

links

tags

todas as tags

RESERVAD@S TODOS OS DIREITOS DE AUTOR (É proibida a reprodução total ou parcial dos meus quadros/desenhos/ilustrações sem a indicação expressa das autoria e proveniência)

favoritos

novamente...pico, pico! (...

Mulheres retratadas em gr...

RESERVAD@S TODOS OS DIREITOS DE AUTOR (É proibida a reprodução total ou parcial dos meus quadros/desenhos/ilustrações sem a indicação expressa das autoria e proveniência)
blogs SAPO

subscrever feeds